Skip to main content

Empresários de transporte rodoviário são contra preços da Petrobras

Empresários de transporte rodoviário são contra preços da Petrobras
roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito

Empresários de transporte rodoviário são contra preços da Petrobras

roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito
roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito,
Empresários de transporte rodoviário são contra preços da Petrobras

 Empresários do setor de transporte rodoviário de carga apontam que o valor do diesel é o custo operacional de maior impacto da atividade profissional

Uma pesquisa promovida pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), obtida com exclusividade pela CNN Brasil, mostra que 87,5% dos empresários brasileiros do segmento de transporte rodoviário de carga são contrários à atual política de preços da Petrobras.

O levantamento, feito com 464 empresários do segmento que atuam em todo o país, ainda aponta que para 82,3% o preço do diesel é hoje a principal dificuldade enfrentada pelas empresas de transporte. E para 81,5%, o custo operacional de maior impacto é o valor do combustível.

Nesta quarta-feira (6), o governo federal indicou um novo presidente para a Petrobras após críticas do presidente Jair Bolsonaro de que a atual gestão falhou ao ter repassado ao mercado consumidor a elevação do preço do barril de petróleo.

A política de preços da empresa estatal é baseada no preço internacional do barril de petróleo e na cotação do dólar frente ao real. O último reajuste nos preços dos combustíveis pela Petrobras ocorreu no dia 10 de março, quando a estatal elevou o preço da gasolina em 18% e, do diesel, em 25% nas refinarias, depois de 57 dias sem alterações.

O levantamento promovido pela entidade de transporte mostra ainda que, para 46,1% dos empresários ouvidos, o segmento econômico enfrenta dificuldades na contratação de mão-de-obra por falta de experiência profissional. A principal carência apontada por 65,1% é a contratação de motoristas, havendo em 44,6% vagas de emprego disponíveis.

A falta de segurança nas estradas do país também é apontada como um fator que dificulta a atividade profissional. A pesquisa mostra que 62,5% já foram alvo de roubo de carga e que 74,8% contrataram serviço de seguro para toda a sua frota.

O levantamento mostra também que 59,6% das empresas de transporte de cargas adotam iniciativas de preservação ambiental. A pesquisa foi realizada no período de 08 de setembro a 08 de outubro. A margem de erro é de 4,5 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança. 

Dados da Pesquisa:

87,5% têm opinião contrária à atual política de precificação da Petrobras

81,5% citaram o combustível como custo operacional de maior impacto

62,5% já foram alvo de roubos de carga

74,8% têm seguro contratado para toda a frota

59,6% implementam ação ambiental.

Fonte:https://www.cnnbrasil.com.br/business/maioria-dos-empresarios-de-transporte-rodoviario-e-contra-politica-de-precos-da-petrobras-aponta-pesquisa/

 

 

roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito

Mais notícias

roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito
roubo de carga, estatísticas,acidentes de trânsito,