Inteligência empresarial: Importância da Gestão da Informação nas Organizações

Autor: Gustavo Carvalho (CRA 03-03295) e-mail: gustavocarvalho@griffosseg.com

Professor de Segurança Privada, Executivo da GRIFFO’S Segurança e Tecnologia, MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Estácio de Sá, é Graduado em Gestão de Segurança Privada pela Universidade Estácio de Sá.

A informação hoje está sendo conceituada como um dos maiores valores que uma organização possa ter.

Tivemos mundialmente algumas revoluções como a agrária, a industrial e agora a era da informação.

Só que diferente das outras a informação é um bem muito mais perecível e ágil. As grandes empresas têm investido massivamente em gestão, segurança e armazenamento de dados e informações, gerando assim uma crescente necessidade de proteção desses ativos intangíveis.

A tecnologia em incontrolável evolução na velocidade máxima, nos mostra a cada dia a necessidade de meios de controle de informação.

Presenciamos uma mudança em um conceito retirado da área militar para ser aplicado na área de gestão empresarial, hoje amplamente adaptado e implementado nas empresas. Com diversas denominações, Inteligência Empresarial, BI (business intelligence), Gestão de Inteligência, entre outras, a atuação dessas áreas e setores vêm tendo forte presença e importância.

A coleta, a análise, o processamento, o compartilhamento de dados, são para diversos fins, desde agrupar e organizar informações que irão futuramente evitar transtornos, até a proteção de dados pessoais dos colaboradores.

O analista utiliza de várias ferramentas para processar os dados coletados, e assim pode identificar possíveis perigos para organização fazendo com que as medidas cabíveis sejam tomadas a tempo de mitigar ou neutralizar as consequências de tal sinistro.

Uma análise bem feita leva a empresa a não cometer erros já cometidos antes e garante assim à eficiência de sua gestão de riscos.

Algo de estrema importância para a área de inteligência é o uso do tempo correto para divulgação da informação, mesmo que se tenha um importante conhecimento de nada vale se ele não for transmitido em tempo hábil a quem deve tomar as providências. Um exemplo disso é que se você tiver em mãos hoje um jornal de semana passada, dificilmente irá ler, pois as informações que estão contidas nele já estarão ultrapassadas.

Existem conhecimentos de uma organização que são exatamente o cerne de todo o negócio. O setor de inteligência tem que prezar para que tais conhecimentos não sejam de maneira alguma, nem por falha, tampouco por intenção, divulgados. Pois tal vazamento pode acarretar na perda de vantagem comercial.

Empresas de grande porte têm seu setor de inteligência como base para todas as grandes tomadas de decisão, chegando seu gestor a diretoria da empresa, devido ao grau de importância e seriedade que tais organizações dão ao que é produzido pelas equipes de analistas.

A Business Software Alliance (BSA), afirma que 2,5 quintilhões de bytes são criados todos os dias, daí a importância do profissional de segurança para análise desses dados, fazendo uma triagem e transformando dados em informações, que por sua vez serão transformados em conhecimento útil ao tomador de decisão.

Com essa gama enorme de dados, existe a necessidade de armazenamento seguro, sendo assim são utilizados grandes servidores e BIG DATAS.

Mas nada adianta uma gama enorme de informações se elas não tiverem sua veracidade ratificada. É de conhecimento geral, a enorme quantidade de informações falsas que são despejadas nas mídias, podendo gerar para uma empresa consequências catastróficas e até mesmo irreparáveis, uma falsa associação, um delito montado, pode destruir em minutos toda uma reputação que foi construída em anos.

Arie de Geus da Shell Corporation disse que “A habilidade de aprender mais rápido que os concorrentes poderá ser a única vantagem competitiva sustentável”. Mas para que aja o aprendizado temos que ter um acervo de conhecimento que supra a necessidade da empresa

Os profissionais responsáveis por tal área devem estar atentos e a todo tempo interados das informações produzidas pela empresa, e as que são relacionadas a ela exercendo assim uma verdadeira gestão de inteligência empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*